Controle de Acesso

Descubra como otimizar o controle de acesso da empresa

janeiro 31, 2019
controle de acesso
Tempo de leitura 6 min

A preocupação com a segurança dentro das empresas tem aumentado ano após ano. As organizações não querem apenas que seus dados e suas tecnologias estejam protegidos, mas também que os seus colaboradores e o próprio espaço físico onde eles atuam sejam resguardados. Consequentemente, o uso de ferramentas para controle de acesso tem uma demanda de mercado cada vez maior.

Pensando na questão, elaboramos este artigo para esclarecer como os sistemas de controle de acesso ajudam a gerir a segurança organizacional, os principais tipos do mercado, as principais características e muito mais. Confira!

O que é o controle de acesso e quais são seus principais tipos?

O controle de acesso pode ser definido como qualquer sistema ou equipamento que restrinja o acesso a determinado ambiente ou informação. A ideia é oferecer mais segurança para dados considerados sigilosos, assim com bens das empresas e as pessoas que nela atuam. Logo, indivíduos que não são autorizados não poderão ter acesso ao local.

Para isso é importante contar com a gestão de acessos. Existem diferentes tipos de controle e eles podem ser categorizados em duas esferas: física e lógica.

Controle físico

O controle físico é usado para gerenciar o fluxo de pessoas em um espaço, e geralmente é gerenciado por um profissional — que pode ser um porteiro, segurança ou vigilante. Nesse caso, há uma barreira física — uma parede, um muro ou uma cerca — e pontos de entrada — que podem ser portões, cancelas, catracas e/ou fechaduras. Todo o procedimento é definido pela organização para que um indivíduo possa entrar.

Esse tipo de controle geralmente está presente em edifícios comerciais, salas e áreas internas. Para isso, a empresa precisa comprar o equipamento e mantê-lo, o que inclui o treinamento do profissional que será responsável por manuseá-lo e resolver ocorrências.

Controle de acesso lógico

O controle de acesso lógico utiliza a tecnologia para liberar o acesso de pessoas a um ambiente. Nesse caso, a entrada é permitida por meios tecnológicos, como leitura biométrica, reconhecimento facial, senha, cartão, reconhecimento de voz etc. Para isso, a pessoa precisa estar cadastrada no sistema, que permitirá a entrada ou a saída dela sem que seja necessário um profissional responsável.

No entanto, é necessário que a empresa tenha uma política de segurança e repasse isso aos colaboradores. Em questão de segurança, a biometria e o reconhecimento facial são as tecnologias mais confiáveis da modernidade.

Quais são as principais opções de controle de acesso?

Depois de conhecer quais são os tipos de controle de acesso, é hora de saber as principais opções de ferramentas oferecidas pelo mercado.

Controlador de porta

O controle de porta pode ser feito por meio de várias metodologias de detecção, como senhas, cartões magnéticos ou impressão digital, de acordo com as necessidades da empresa. O acesso é rápido e protegido, o que dá a possibilidade de liberar colaboradores ou prestadores de serviços — sendo possível saber quem pode entrar em determinadas áreas, por exemplo.

Porta giratória

As portas giratórias são instrumentos que controlam também a entrada de pessoas na empresa. O seu principal intuito é assegurar que a pessoa que acessará o local não leve nenhum objeto que possa ferir a integridade do outro. Isso acontece graças ao detector de metais que trava a porta quando objetos como facas, armas ou outros são identificados, sendo eles trazidos no corpo ou em compartimentos como bolsas e malas.

Catracas

A catraca é ideal para lugares com controle de acesso. Ela só libera a entrada mediante uma senha, biometria ou cartão magnético. Geralmente ela acusa quando um indivíduo não está autorizado a entrar em determinado local. Hoje existem modelos que detectam tais tentativas de acesso que não são permitidas e emitem um alerta sonoro, registrando o evento até que um profissional responsável restabeleça o equipamento.

Portaria remota

A portaria remota também é um tipo de controle de acesso, sendo um dos mais modernos do mercado. Ela substitui os porteiros por tecnologias inovadoras. Para isso, são instaladas câmeras no local que enviam imagens a uma central de segurança. Os profissionais capacitados realizam o monitoramento e a liberação acontece por meio de um dispositivo próprio, que pode, por exemplo, ser instalado em um veículo, por radiofrequência ou mesmo biometria.

Como a tecnologia pode deixar o acesso mais seguro?

O mercado disponibiliza hoje diferentes tecnologias que, quando associadas a equipamentos de controle de acesso, oferecem mais segurança para ambientes, dados e pessoas. Já até mencionamos algumas delas, mas a seguir você entenderá melhor como elas funcionam!

Biometria

A biometria é um mecanismo de segurança que faz a identificação de um indivíduo por meio de suas características físicas, como olhos, digitais do dedo, retina e palma de mão. Existem sistemas que são capazes de identificar uma pessoa por meio da voz, pela forma de andar e por outros meios.

Esse é considerado o método mais eficaz de identificação com segurança, afinal, as chances de fraudes são bem pequenas. Isso acontece porque falsificar as digitais ou mesmo a íris de uma pessoa é uma tarefa muito complexa — e, em alguns casos, impossível.

Senha

A senha é outro método de identificação de fácil manuseamento pelo usuário. Para acessar um espaço, o indivíduo precisa apenas digitar uma senha. Em empresas, por exemplo, cada colaborador pode ter a sua chave de acesso, permitindo à gestão fazer um controle de ponto (entrada e saída) dos profissionais.

Geralmente esse tipo de sistema é utilizado em ambientes que requerem baixo nível de segurança. Isso se deve ao fato de que tal tecnologia não é considerada tão segura, sendo mais fácil a um terceiro gravar a senha e utilizá-la.

Reconhecimento facial

O reconhecimento é uma as metodologias mais seguras do mercado, sendo uma tecnologia que se destaca. Por meio dela é possível identificar um indivíduo que está próximo de um equipamento próprio ou até mesmo fazer o processo a distância.

Em ambos os casos são utilizadas câmeras tecnológicas que adotam algoritmos avançados, que leem várias características da face do indivíduo — desde o contorno dos olhos e lábios até a ponta do nariz — e cruza as informações com um banco de dados de imagem previamente criado.

A segurança é uma questão que merece cuidado por parte das empresas. Qualquer falha pode permitir o acesso de indivíduos não autorizados, que poderão realizar uma ação que comprometa não só a integridade do espaço, mas também das pessoas que ali se encontram. Portanto, é essencial utilizar ferramentas de controle de acesso.

Se você deseja levar tais tecnologias para a realidade da sua empresa, entre em contato conosco e conheça os nossos produtos e serviços!

Catraca e Controlador de acesso, para aumentar a segurança no acessoPowered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário