Controle de Ponto

Tipos de controle de ponto: como escolher o melhor para sua empresa

novembro 9, 2018
controle de ponto, EzPointWeb, RWTECH
Tempo de leitura 12 min

Os horários de trabalho nas empresas têm sido flexibilizados e os departamentos imprimem rotinas particulares. Por isso, controlar o ponto é um desafio que exige muita atenção. Afinal, é com base nessas informações que serão feitos os cálculos de salário, faltas, bancos de horas etc. Mas você conhece os tipos de controle de ponto que melhor se encaixam na sua organização?

Sabemos que cada negócio tem a própria rotina, uma quantidade específica de setores e número de colaboradores variável. Portanto, conhecer as diferentes soluções de controle de ponto é importante para otimizar o processo de registro dos horários de entrada e saída dos colaboradores, bem como evitar erros que resultem em dor de cabeça.

Pensando nisso, este post vai abordar os principais tipos de controle de ponto e explicar por que você deve investir em tecnologias adequadas com esse fim. Confira as próximas linhas agora mesmo!

Por que sua empresa deve investir no controle de ponto?

Primeiramente, é preciso compreender os principais motivos pelos quais a empresa precisa investir em um bom sistema de controle de ponto. Afinal, escolher o modelo ideal não é apenas algo superficial ou estético.

Vamos conferir agora por que a sua empresa deve investir no controle de ponto?

Cumprir a legislação trabalhista

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em seu artigo 74, parágrafo 2º,

para os estabelecimentos de mais de dez trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções a serem expedidas pelo Ministério do Trabalho, devendo haver pré-assinalação do período de repouso.

Portanto, se sua empresa tem mais de dez funcionários, saiba que é obrigatório contar com um bom sistema de ponto para o registro das horas trabalhadas — ressaltando que pode ser qualquer tipo de ponto, mesmo os manuais.

Proteger a empresa contra processos trabalhistas

Imagine que um funcionário foi demitido da sua empresa por qualquer motivo e, por não gostar da situação, entrou com um processo trabalhista alegando que ele fazia hora extra todos os dias e a empresa não pagou. Como provar quem está certo?

Por isso, ter um bom controle de ponto é uma ótima alternativa para evitar processos trabalhistas. Dessa maneira, a empresa tem como comprovar a carga horária feita pelo colaborador.

Ademais, para evitar penalidades indevidas em caso de alguma reclamação trabalhista, por exemplo, sob acusação de que houve extrapolação das horas trabalhadas, a empresa tem como apresentar os registros de entrada e saída do colaborador.

Proporcionar mais segurança para o trabalhador

Dificilmente o colaborador vai ter um controle de horas paralelo para conferir se a empresa está pagando certinho (principalmente quando faz horas extras ou quando faz algum acordo para trabalhar home office).

Então, podemos afirmar que ter um bom controle de ponto ajuda também a proporcionar mais segurança para o trabalhador. Isso porque as horas são computadas de forma automática, assim, evita que alguém insira o horário errado por algum engano.

Da mesma maneira isso é uma segurança a mais para a empresa, porque há a certeza de que serão pagas somente as horas trabalhadas — bem como as horas extras e outros cálculos importantes para emitir a folha de pagamento.

Portanto, além de seguir o que prescreve a lei, o controle de ponto é importante para assegurar a ambas as partes, empregador e empregado, que o registro das horas trabalhadas está sendo feito da maneira correta.

Calcular corretamente a carga horária do trabalhador

É com base no controle do ponto que é possível saber quantas horas o colaborador trabalhou, o número de horas extras realizadas, se ele está devendo horas (no caso de a empresa trabalhar com banco) e, efetivamente, quantas horas tem direito a receber em seu salário.

Principalmente se você investir em um controle de ponto mais sofisticados (sobre o qual falaremos na sequência), sua empresa tem a certeza de que as horas são computadas corretamente. Assim, evitam-se falhas manuais causadas por um controle de ponto ineficaz para a sua empresa.

Quais são os principais tipos de controle de ponto que a sua empresa deve conhecer?

Antes de decidir qual é o tipo de controle de ponto ideal para sua empresa, é preciso considerar:

  • o número de colaboradores;
  • quantos trabalham em tempo integral ou meio período;
  • se há pessoal externo ou remoto;
  • o tamanho das instalações;
  • a cultura da empresa;
  • se há acesso de clientes e fornecedores na empresa (para talvez investir em um controle de acesso integrado ao ponto);
  • quais são as reais necessidades da empresa;
  • qual é o fluxo de trabalhadores e em quais horários;
  • agilidade e fluxo de trabalho no sistema de Recursos Humanos da sua empresa;
  • se é necessário ter mais do que um equipamento para o controle de ponto;
  • se o sistema de controle de ponto atual satisfaz as suas necessidades;
  • se o fornecedor do sistema de controle de ponto atual é reconhecido no mercado;
  • qual é o nível de segurança do sistema de controle de ponto atual e como você precisa que ele seja para melhorar os processos dentro da sua empresa;
  • o fluxo de pessoal nos momentos de entrada e saída.

Esse tipo de estudo e questionamento é importante porque, conforme a demanda, pode haver filas que prejudicam tanto o colaborador quanto a empresa.

Sendo assim, conforme o tamanho da organização, às vezes é necessário que seja utilizado mais de um mecanismo de marcação de ponto (ou ter mais de um local para onde o colaborador possa se dirigir a fim de registrar a entrada e saída).

Veja agora mesmo alguns dos principais tipos de controle de ponto existentes no mercado, quais são as suas vantagens e desvantagens. Separamos os tipos de controle de ponto por manual, mecânico e eletrônico. Vamos entender mais sobre o tema?

Sistema manual

Livro de ponto

O livro é um controle de ponto manual. Este talvez seja o recurso mais barato para o registro e pode ser bem aproveitado quando a empresa é de pequeno porte. Costuma ser utilizado em empresas cujos colaboradores recebem por hora trabalhada (como é o caso de escolas).

Se a empresa adota um sistema de flexibilidade de horário ou home office, também pode ser a opção mais viável conforme o tamanho da organização. No entanto, por ser preenchido e conferido à mão, é possível que falhas humanas ocorram com frequência e rasuras ou modificações podem prejudicar a contagem das horas trabalhadas — gerando uma tremenda dor de cabeça!

Cartão de ponto manual

O colaborador recebe um cartão de ponto para registrar a entrada e a saída da empresa (inclusive o período do intervalo para o almoço). Esse material é feito de plástico ou papel e o colaborador precisa inseri-lo na máquina para registrar a hora.

No entanto, torna-se um processo trabalhoso, normalmente acumula fila e ao final de cada mês o colaborador precisa entregar o seu cartão no departamento de Recursos Humanos — onde os profissionais devem fazer o cálculo manual sobre todas as horas trabalhadas de cada colaborador.

Sistema de ponto mecânico

Relógio cartográfico

Este é um equipamento bem conhecido das empresas. Utiliza partes mecânicas e eletrônicas que registram toda a movimentação de entrada e saída dos colaboradores por meio de um cartão de ponto para relógio cartográfico, que normalmente fica junto do aparelho. Seu horário é predefinido e impede falsificações.

Porém, o colaborador precisa ter uma responsabilidade muito grande e até contar com um pouco de sorte, já que o menor imprevisto fará com que conste um atraso e ele seja penalizado.

Sistema de controle de ponto eletrônico

Crachá com chip ou código de barras

Este tipo de controle de ponto é muito eficiente no caso de grandes fluxos. Basta associá-lo a um ponto eletrônico ou mesmo às catracas da portaria. Tanto no caso do chip ou do código de barras, ali estão contidas todas as informações da pessoa, o que garante o controle eficaz.

O que pode torná-lo custoso é o desgaste natural do crachá, que pode prejudicar os mecanismos, ou a perda do mesmo. Ainda assim, o trabalho do RH e do departamento financeiro fica muito mais fácil, pois é possível receber relatórios personalizados diretamente no computador, o que evita fraudes.

Sistema de controle de ponto por biometria ou impressão digital

Entre os relógios de ponto, é certo afirmar que este é o equipamento mais moderno, já que impossibilita as chances de fraude. Como a tecnologia barateou com o tempo, hoje pode ser utilizado até por empresas de pequeno porte.

Alguns sistemas permitem que colaboradores que trabalham remotamente possam, inclusive, registrar seu ponto por meio de leitores de impressão digital portáteis ou de aplicativos de ponto eletrônico que realizam esse tipo de leitura.

A principal dificuldade está no controle de trabalhadores horistas, a menos que consigam acessar o leitor no momento em que começam e terminam suas funções.

Sistema de ponto online

O ponto online está entre os tipos de controle de ponto mais seguros e modernos, além de fácil de usar. O próprio colaborador faz suas marcações diárias utilizando os dispositivos digitais que estiverem a seu alcance, como smartphones, tablets ou o próprio computador.

Como o sistema é automatizado, as chances de ocorrerem erros no registro das horas trabalhadas, horas faltantes, horas extras e ausências é muito menor. E para evitar que o colaborador se esqueça de fazer o registro, bem como se a jornada de trabalho estiver incompleta, ele recebe notificações.

Esse sistema quase não tem desvantagens, já que facilita a vida tanto dos colaboradores quanto da empresa. Porém, alguns problemas são passíveis de acontecer no caso de empresas com um número muito grande de colaboradores, principalmente na fase de implantação.

Por isso, é possível que as grandes organizações prefiram soluções personalizadas para seu cenário, em vez de optar por aquelas existentes no mercado.

Fechadura biométrica

A fechadura biométrica é uma ótima alternativa para o controle de acesso de pessoas. Ela é muito utilizada em empresas, indústrias, hospitais, escolas e até mesmo residências. Isso porque ela proporciona segurança máxima para o ambiente, além de evitar roubos.

Mas não é só isso que ela faz, não! Existem fechaduras biométricas mais sofisticadas e modernas que permitem a integração com o relógio ponto. Dessa maneira, logo que o colaborador entra na empresa, seu ponto já está, automaticamente, registrado.

Sistema de controle de ponto por catraca online

A catraca de acesso online permite o cadastramento das digitais dos funcionários e cartão de proximidade. Assim, o colaborador tem acesso à empresa por meio do controlador de acesso, que coleta os dados e envia automaticamente para um computador. Sendo assim, o controle de ponto também se torna mais fácil e otimizado. Ah! Vale ressaltar que ela também opera no modo offline.

Sistema para controle de acesso

Gerenciar a entrada e a saída dos colaboradores por meio de um sistema de controle de acesso é uma ótima alternativa para garantir a proteção e a segurança do seu patrimônio. Ele permite emitir relatórios como frequência, controlar os horários com mais movimentação e saber quantas pessoas estão dentro da empresa naquele momento.

É possível fazer o cadastramento da biometria e de cartões de acesso, que faz a leitura do material e libera o acesso. Essas informações são enviadas para uma central e o sistema pode ser integrado com o ponto da sua empresa.

Sistema de controle de ponto por aplicativo

Muitas empresas, principalmente as que trabalham com colaboradores que operam no modo home office, utilizam aplicativos para o controle de ponto. Além disso, esse método é muito utilizado quando a equipe precisa fazer uma viagem a trabalho (quando participa de feiras e encontros de negócio).

O aplicativo é configurado com os horários do funcionário e ele precisa registrar a entrada e saída. Automaticamente, o app controla as horas extras, o saldo de horas, a produtividade e muito mais.

Como os softwares da RWTECH podem apresentar as melhores soluções para a sua empresa?

A RWTECH é uma empresa especializada em soluções tecnológicas para controle de ponto e acesso, com quase 20 anos de mercado e cerca de 300 revendedores em todo o País.

Portanto, apresenta diversas soluções em relógio de ponto, catraca, controle de acesso, sistema antifurto, acessórios e softwares. Entre os produtos que ela comercializa, destacam-se dois softwares próprios, para registro e apuração do ponto. São eles:

Ezpoint Web

Ezpoint Web é um sistema de controle de ponto completo, capaz de armazenar e monitorar o desempenho de todos os colaboradores da sua empresa, gerando diversos tipos de relatórios. Esses documentos permitem que a apuração do ponto seja muito mais acurada, com fácil visualização das horas extras, ausências etc.

Há duas versões disponíveis:

  • Light, que contém menos relatórios;
  • Full, que inclui todas as funcionalidades e relatórios.

Ezpoint mobile

Ezpoint mobile é uma extensão que pode ser adicionada ao Ezpoint. Trata-se de um aplicativo de registro de ponto para colaboradores externos.

Além de todas as funcionalidades esperadas por um sistema de ponto biométrico (como é o caso do Expoint web), disponibiliza o horário exato e a localização do colaborador no momento em que o registro do ponto foi realizado. Para tanto, utiliza a tecnologia de geolocalização, sem uso de internet. Igualmente são gerados relatórios.

Como você pôde perceber, escolher entre os tipos de controle de ponto que mais se adéquam à sua empresa depende de uma análise especializada. Por esse motivo, a RWTECH oferece algumas das melhores soluções do mercado, com excelente custo benefício, além de prestar consultoria personalizada.

Ficou interessado em conhecer mais sobre as nossas soluções tecnológicas? Então, entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos produtos e serviços agora mesmo! Será ótimo trocar uma ideia com você!

Registradores de Ponto para empresasPowered by Rock Convert

Você também pode gostar

4 Comentários

  • Responder 5 dicas para melhorar a gestão de equipes externas - novembro 21, 2018 at 6:10 pm

    […] marcação de ponto. […]

  • Responder Legislação sobre o controle de ponto: entenda mais sobre o assunto - dezembro 7, 2018 at 4:21 pm

    […] de mais de dez trabalhadores será obrigatória a anotação da hora de entrada e de saída, em registro manual, mecânico ou eletrônico, conforme instruções a serem expedidas pelo Ministério do Trabalho, devendo haver […]

  • Responder Marcação de ponto na hora do almoço: é obrigatório? - dezembro 14, 2018 at 12:51 pm

    […] 1510 e 373 do Ministério do Trabalho, desde 2009 estão regularizadas as mais diversas formas de controle de ponto, manual, mecânico ou eletrônico ― incluindo a tecnologia digital, como o ponto online, que vem […]

  • Responder O que saber sobre banco de horas e como fazer um controle correto? - janeiro 3, 2019 at 5:33 pm

    […] você viu, o controle do ponto é essencial para que o cálculo das horas seja transparente e idôneo. Para tanto, sua empresa […]

  • Deixe um comentário