Controle de Acesso

Tecnologia no controle de acesso: como isso aumenta a segurança?

março 20, 2019
CONTROLE DE ACESSO
Tempo de leitura 7 min

Segundo a consultoria Gartner, cerca de 20% das organizações usarão smartphones no lugar de cartões de acesso no controle da entrada de colaboradores até 2020. O aumento desse número, visto que, em 2016, representava menos de 6%, mostra uma preocupação cada vez maior com a segurança não só patrimonial, mas também pessoal dos profissionais que atuam na empresa.

Aliás, a tecnologia de controle de acesso não se restringe ao ambiente organizacional, mas também é importante e pode ser aplicada nos condomínios, nas escolas e em outros estabelecimentos. Neste artigo, mostraremos justamente como tais ferramentas contribuem para a segurança, a importância do investimento e muito mais!

Como funciona a tecnologia de controle de acesso?

O controle de acesso é um formato bastante popular usado para moderar a entrada e saída de indivíduos de determinado espaço. Ele pode ser formatado de maneira que diferentes pessoas tenham liberação (ou não) para acessar determinados locais dentro de uma empresa, por exemplo.

A ideia primordial de sua aplicação é evitar que indivíduos não autorizados acessem áreas restritas, mantendo o controle espacial. No entanto, também serve para controlar quem entra ou sai de determinado local, o horário, o número de acessos e outros.

A tecnologia abrange credenciais físicas, biometria, senha, porta eletrônica, portaria virtual etc. A seguir, conheceremos mais sobre algumas dessas tecnologias.

Quais as soluções existentes no mercado e onde elas podem ser utilizadas?

A maior preocupação com a segurança fez com que o mercado desenvolvesse uma série de tecnologias, a fim de controlar o acesso de pessoas a diferentes espaços, dentro dos quais destacamos os condomínios, as instituições de ensino, as empresas, as repartições públicas, os hotéis e outros. Confira algumas das principais ferramentas utilizadas!

Biometria

A tecnologia biométrica é considerada uma das mais seguras e eficientes do mercado. Ela funciona por meio do escaneamento da impressão digital previamente cadastrada em um sistema. Assim, no momento em que a pessoa tenta entrar, o banco de dados lê a informação digital e autoriza a passagem.

A biometria também abrange o reconhecimento facial e a leitura de retina, não só a leitura de impressões digitais ou da palma da mão.

Portaria virtual

Já a portaria virtual funciona melhor quando aplicada em um local com um fluxo menor de visitantes, onde não é necessária a presença de um recepcionista, de porteiros e de outros para distribuir credenciais, por exemplo, que é o que acontece nas empresas.

Tal tecnologia permite que uma pessoa possa monitorar e controlar vários ambientes, liberando o acesso, abrindo portas ou, até mesmo, soando sinais de emergência em espaços distantes. Tudo isso é controlado por meio de videomonitoramento, sendo que a automatização da entrada pode ser de um portão, uma porta, uma grade etc.

A ferramenta traz segurança, pois evita a rendição, por exemplo, salvaguardando a integridade física do recepcionista/porteiro e aumentando a confiabilidade de acesso ao ambiente.

Catraca eletrônica

A catraca eletrônica é outra boa opção de controle de acesso a um ambiente. Por meio de um software, os usuários são cadastrados com os respectivos cartões de proximidade ou mesmo biometria. Toda a informação é enviada ao controlador de acesso, que permitirá a entrada ou a saída de um espaço.

Essa ferramenta é especialmente utilizada em espaços com grande fluxo de pessoas. Quer ver um exemplo? Determinados terminais de metrô só liberam a entrada mediante a inserção de um bilhete ou cartão. Diante disso, podemos ter uma ideia da sua eficácia em uma empresa.

Código de acesso

A utilização de código de acesso é uma das alternativas mais simples de acesso a um espaço. Quando associada à identificação prévia, é uma opção bastante segura. O seu custo é mais baixo, por isso, é preciso ter atenção para garantir a integridade patrimonial e pessoal.

Assim como as outras tecnologias, é possível atrelá-la ao sistema de controle de acesso, cadastrando uma senha de alerta em caso de alguma ação criminosa, como sequestro ou travamento da entrada em caso de erro do código verificador.

Quais os benefícios de realizar esse tipo de investimento?

A tecnologia de controle de acesso é capaz de trazer mais segurança para o cotidiano das pessoas que entram em uma empresa ou condomínio, mas também de garantir a integridade patrimonial. No momento em que a segurança atingiu um status tão importante na sociedade, dada a vulnerabilidade à qual estamos expostos, todo cuidado é pouco.

Portanto, investir em tecnologias é o caminho mais eficaz para a prevenção. Conheça mais sobre os benefícios a seguir!

Redução de custos

Imagine um condomínio com vários prédios. Provavelmente, seu principal objetivo é reduzir gastos com a segurança, mas sem perder a qualidade. Manter uma portaria humana 24 horas é uma opção mais onerosa do que investir em um sistema integrado de tecnologia.

Além disso, o uso de uma ferramenta tecnológica evita ações de pessoas mal-intencionadas, bem como permite a verificação de cada indivíduo que entra. Isso pode atrasar ou mesmo falhar em momentos de grande fluxo de indivíduos, se a opção for manual.

Maior comodidade

A comodidade é outra vantagem trazida pela inserção da tecnologia no controle de acesso. Isso significa que não será preciso depender de terceiros para entrar em um espaço. Com o cartão, a impressão ou a senha, é possível acessá-lo.

Isso traz mais segurança, por exemplo, no acesso a condomínios, visto que o portão abre por meio da tecnologia de identificação. Assim, o porteiro tem um controle de data, hora, fotos e de qual morador entrou ou saiu.

Garantia da segurança física e patrimonial

Já destacamos a importância e a segurança de investir em tecnologias de controle de acesso, mas é preciso destacar que ainda existem locais que mantêm folhas de entrada e saída de pessoas. Além de ser uma metodologia ultrapassada, essa medida abre brechas para invasões com falsa identificação.

Além disso, por ter a entrada facilitada e um controle falho, caso algo aconteça, será mais difícil fazer a identificação do responsável. Com a tecnologia, fica assegurada a proteção e, caso qualquer situação ocorra, será possível identificar com eficácia o agente causador.

O que considerar na hora de escolher a tecnologia?

Algumas questões precisam ser observadas antes de optar pela tecnologia que melhor atende às necessidades. A primeira diz respeito à eficácia da ferramenta. Ela precisa ser compatível com as suas demandas — por exemplo, espaços delicados ou que exigem maior seguridade necessitam de tecnologias mais precisas.

Outro ponto a considerar é a empresa que oferecerá a ferramenta. É preciso escolher uma que seja confiável, tenha experiência de mercado e esteja constantemente em busca do aperfeiçoamento das tecnologias oferecidas, tornando-as mais eficientes e precisas. Isso diminui as chances de falhas no sistema e traz mais confiabilidade ao funcionamento da tecnologia.

Não se esqueça de checar o suporte, se ele condiz com os valores cobrados e se assegura questões importantes, como garantia em caso de falhas sistêmicas e outros.

As novas tecnologias de controle de acesso são mais precisas do que as metodologias tradicionais. Isso reflete diretamente na segurança e traz mais conforto para quem precisa liberar o acesso ou mesmo para quem acessa um espaço. Portanto, é crucial escolher ferramentas modernas.

Se você está interessado em saber mais sobre elas, entre em contato conosco e conheça as opções que oferecemos.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário